Retrospectiva – Mutirão Rua Digna chega a mais de 200 vias em 2020

Rua Digna chegou a 221 vias em 2020 (Foto: Divulgação)

Rua nova e trabalho remunerado para os moradores. Esse é o programa Rua Digna, que desde 2017 tem pavimentando vias que nunca tinham recebido atenção do poder público antes. Em 2020, o programa avançou e chegou a 221 ruas no Maranhão.

É um mutirão no qual os próprios moradores da via trabalham na recuperação da rua. Eles são remunerados, gerando trabalho e renda. 

Só neste ano de 2020, 813 postos de trabalho foram gerados pelo programa, comandado pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres).

A maior parte das ruas fica em bairros mais distantes do centro, na zona rural e em povoados isolados. 

O Rua Digna chegou a 17 municípios do Plano Mais IDH, da Grande Ilha e outras regiões. O Mais IDH reúne ações diversas para melhorar a qualidade de vida nas 30 cidades mais carentes do Maranhão (com base nos dados oficiais de 2010).

Emprego

Em 2020, 30 das Ruas Dignas foram executadas por meio do Programa Emergencial de Empregos (PEE) Celso Furtado, lançado em agosto pelo Governo do Maranhão para gerar emprego em todas as regiões do estado. 

“No Maranhão, o Governo do Estado se faz presente, tem esse compromisso social de fazer funcionar e levar ações a quem mais precisa. Nesta perspectiva foi criado o programa Celso Furtado e a Setres foi beneficiada com recursos para o programa Rua Digna, gerando postos de trabalho, renda e qualidade de vidas às comunidades beneficiadas”, diz o titular da Setres, Jowberth Alves.

Escola Digna

O Rua Digna também tem colaborado com o programa Escola Digna, entregando vias adequadas no entorno dos colégios. Foi o caso do Centro Educa Mais Ignácio Rangel, na Cidade Operária, em São Luís.

Em novembro, foram entregues a Rua Nova, a Avenida Arterial Norte Externa e uma praça com acessibilidade, tudo no entorno da escola, que também foi reformada pelo governo estadual.

Deixe uma resposta