Mais uma edição da Feira da Agricultura Familiar realizada no Povoado Cassó

Beneficiários do Plano Mais IDH na Feirinha do Cassó (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado, por meio do Sistema de Agricultura Familiar – Saf, Agerp, Iterma -, em parceria com a prefeitura e STTR, realizou a 8ª edição da Feira da Agricultura Familiar do Povoado Cassó, localizado no município de Primeira Cruz. O evento movimentou a cidade entre os dias 19 e 20, atraindo turistas e empresários locais.

Alocada no coração do novo roteiro turístico do Maranhão, próxima a beira da Lagoa do Cassó, a feirinha vem chamando atenção desde a primeira edição, promovida no início de junho. Em uma relação de benefício mútuo, 19 famílias assistidas pelo Plano Mais IDH, que vivem em meio a esse paraíso natural, garantem renda extra com a participação na feira, estimulando não apenas a comercialização local, como também aliando a agricultura familiar ao turismo, que atrai cada vez mais visitantes.

Foram comercializados itens provenientes da produção das famílias rurais, como hortaliças, frutas, verduras, aves, incluindo ainda o artesanato e a gastronomia, bastante difundida durante o evento. A artesã e agricultora familiar Leonilda dos Santos destacou a importância do evento para o município. “O governador Flávio Dino olhou para os homens e mulheres no campo, deu apoio para melhorarmos de vida, e agora com a expansão do turismo, temos a chance de mostrar nosso trabalho para o mundo”, disse Leonilda.

O município de Primeira Cruz é contemplado com diversas ações do governo, executadas por meio do Plano Mais IDH, voltado para o combate da pobreza extrema, e Programa Rota das Emoções, que consiste em contribuir com o turismo local. No fortalecimento da agricultura familiar, com foco na produção e renda, são atendidas 300 famílias que receberam fomento e assistência técnica. Já no povoado Cassó vivem cerca de 200 famílias, que sobrevivem da agricultura familiar e pesca.

O município de Primeira Cruz é contemplado com diversas ações do governo, executadas por meio do Plano Mais IDH, voltado para o combate da pobreza extrema, e Programa Rota das Emoções, que consiste em contribuir com o turismo local. No fortalecimento da agricultura familiar, com foco na produção e renda, são atendidas 300 famílias que receberam fomento e assistência técnica. Já no povoado Cassó vivem cerca de 200 famílias, que sobrevivem da agricultura familiar e pesca.

8ª Feira da Agricultura Familiar no Cassó (Foto: Divulgação

O secretário da SAF, Júlio César Mendonça, afirmou que a agricultura familiar é um dos principais eixos para alavancar para a economia do Estado. “Assumimos o compromisso com a população rural do Maranhão. Somos orientados pelo governador Flávio Dino a apoiar a atividade e garantir que o agricultor possa produzir e comercializar. Nós ajudamos essas famílias com fomento, assistência técnica, e agora elas estão inseridas nos canais de comercialização”, frisou o secretário.

Para Enedina da Cruz, agricultora familiar natural do povoado, ações como estas devem ser incentivadas, pois auxiliam na geração de renda e divulgam o que é produzido na região. “Sou agricultora familiar com orgulho, criada no campo, e daqui tiro o sustento minha família. Trabalho para fortalecer cada vez mais a nossa tradição e modo de vida, que estão sendo reconhecidos com feirinha. Começamos a movimentar a economia local e a conquistar um dinheiro extra”, afirmou a agricultora.

Deixe uma resposta